Momento Espírita
Curitiba, 26 de Junho de 2022
busca   
no título  |  no texto   
ícone Convite para amar

Renascer é a viagem que fazemos, apartando-nos do mundo espiritual, para vestir um corpo de carne.

Nesse período, embora imortais, vivemos a experiência da mortalidade, da finitude.

No instante do nascimento, a ampulheta do tempo começa a sua contagem, sabendo que, após os anos programados para a experiência da vida terrena, o retorno será inevitável.

Para alguns, ela se findará em tenra idade. Outros, serão arrebatados do corpo físico ainda na juventude. Muitos vencerão as décadas em longa experiência.

Não importa quanto tempo a Divindade estabeleceu para essa viagem. O importante é que estamos aqui, em experiência valiosa.

Para que viéssemos, programações foram feitas, reencontros foram previstos, missões de grande valia foram elaboradas.

Frente à complexidade da experiência reencarnatória, muitos foram os amigos espirituais que participaram desse planejamento.

E de tal importância se faz este momento que, dentre esses amigos, um em especial foi designado para estar conosco em todos os dias da nossa jornada.

Ele, que se faz nosso anjo da guarda, nosso Espírito protetor, estará nos amparando, intuindo, velando nossos dias e noites, para que possamos tirar o melhor proveito de todas as experiências.

Quando renascemos, as Leis Divinas nos impõem o esquecimento do passado.

Assim deve ser porque, muitas vezes, o que vivemos foi bastante cheio de tropeços e desenganos. Dessa maneira, a lembrança, agora, nos traria dificuldades e constrangimentos.

Porém, a nossa história e todas as nossas vivências não são apagadas.

Elas se mostram nas tendências e facilidades que temos, também nas dificuldades e problemas que apresentamos.

Como são os frutos das experiências vividas em outras jornadas reencarnatórias, carregamos conosco onde estivermos, aonde formos.

Assim, as facilidades de aprendizado, os aspectos da inteligência bem desenvolvidos são frutos daquilo que já conquistamos.

Por vezes, trazemos alguns traumas, complexos ou limitações emocionais que, não raro, são reflexos do mau uso anterior das emoções e do nosso livre-arbítrio.

Cada existência é oportunidade de mais completo aprendizado das Leis de Deus.

Algumas vezes, são os investimentos no campo profissional que nos oferecem esse aprendizado.

De outras muitas, são as relações familiares, programadas com detalhes, significando encontros e reencontros.

Seja como for, onde estivermos, onde a vida nos colocar, ali estará a oportunidade de aprender.

Em alguns momentos, aprenderemos com o resgate de compromissos abandonados em existência anterior.

Em outros, com as experiências resultantes de avanços nos campos intelectual e emocional.

Tudo concorrendo para o objetivo fim da nossa vida neste planeta: progredirmos, ajustarmo-nos às Leis de Deus.

Dentre essas Leis, na forma mais sintética, como nos ensina Jesus, a Lei do Amor.

Portanto, podemos entender que renascer, neste mundo, ter a possibilidade de uma nova vida sobre a Terra, é um imenso convite para aprendermos a amar.

Redação do Momento Espírita.
Em 14.6.2022.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2022 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998