Momento Espírita
Curitiba, 12 de Novembro de 2019
busca   
no título  |  no texto   
ícone O educador perfeito

Como nos tornarmos bons educadores?

Pais, professores, estudiosos, todos necessitamos desse aprimoramento.

Multiplicam-se as teorias e as propostas. Determinadas linhas sugerem um tipo de abordagem, outras afirmam serem as suas as mais adequadas.

Muito importante refletirmos a respeito, nos tempos atuais e, essencial mesmo, abordarmos a educação integral, não aquela meramente intelectual.

Somos seres morais, assim, o educar precisa considerar o educando em sua essência.

Surge, então, a figura do Mestre Incomparável, do grande Pedagogo da Humanidade.

Jesus possui todas as qualidades do educador perfeito. Os recursos pedagógicos de que se serve conduzem o educando, com feliz e profunda alegria, à verdade essencial dos seus ensinos.

Por isso pode sacudir e despertar a consciência adormecida do seu próprio povo, asfixiado sob o peso excessivo da lei mosaica e da política imperialista da época.

Seus ensinos são sempre adaptados aos ouvintes. Nas ocasiões mais oportunas, Ele os pronuncia de forma compreensível para todos. Recorre frequentemente às imagens e parábolas, dando maior plasticidade às Suas ideias.

A Pedagogia do Mestre é também gradual. Não cai jamais em precipitações que possam fazer malograr o aprendizado. Semeia e espera que as sementes germinem e frutifiquem: Tenho ainda muito a vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.

Mas, quando vier aquele Espírito de Verdade, ele vos guiará em toda a verdade.

Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.

Como Educador Genial, Jesus emprega em alto grau a arte de interrogar, de expor, de provocar o interesse dos discípulos. Seus colóquios decorrem sempre num ambiente de incomparável simpatia.

É digno, severo, paciente, segundo as circunstâncias e os interlocutores.

Seus ensinamentos são claros e intuitivos. Cria figuras literárias e busca exemplos da vida cotidiana para esclarecer o Seu pensamento. Aperfeiçoou a forma da parábola e revestiu-a de incomparável esplendor.

Seus ensinos têm um toque de autoridade: Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

No entanto, exerce com suavidade essa autoridade.

Responde com bondade aos contraditores de boa fé e com energia aos que querem combatê-lO.

Jesus é Modelo e Guia em todas as áreas da vida e em todas as épocas.

Estudemos o Mestre, sem fanatismo ou idolatria exagerada, que mais dEle nos afastam do que aproximam.

Estudemos a Sua conduta, o Seu jeito de ser com todos.

Esforcemo-nos para imitá-lO, para que nossas ações encontrem respaldo nas dEle.

Ele é Guia seguro, irretocável. Suas lições são atemporais e não dependem de cultura, crenças ou época.

Sejamos melhores educadores confiando no maior de todos, no Pedagogo dos pedagogos.

Esse Educador Perfeito sujeitou-se a estar com aprendizes hostis, relutantes e imaturos por muito amá-los e por enxergar suas luzes potenciais. Nunca desistiu, nunca deixou de ensinar.

Que este seja o maior norte de todos aqueles que temos a honrada missão de educar na face da Terra.


Redação do Momento Espírita, com base no cap. 2, do livro
História Geral da Pedagogia, de Francisco Arroyo, ed. Mestre Jou
e transcrição do Evangelho de João, cap.16,  vers. 12 a 14.
Em 14.10.2019.

 

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2019 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998