Momento Espírita
Curitiba, 19 de Fevereiro de 2018
busca   
no título  |  no texto   
ícone Confiança sempre

Não percamos a nossa fé entre as sombras do mundo.

Ainda que os nossos pés estejam sangrando, sigamos em frente, erguendo-a por luz celeste, acima de nós mesmos.

Esforcemo-nos no bem e esperemos com paciência.

Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do céu permanecerá.

De todos os infelizes, os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmos, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo.

Elevemos, pois, o nosso olhar e caminhemos.

Lutemos e sirvamos.

Brilha a alvorada além da noite.

Hoje é possível que a tempestade nosmaltrate o coração e nos atormente o ideal, afligindo-nos ou ameaçando-nos com a morte...

Não nos esqueçamos, porém, de que amanhã será outro dia.

*   *   *

Você já percebeu a entrega de uma criança pequenina aos braços de sua mãe, de seu pai?

Quando ela se vê desprotegida, ainda sem habilidade para caminhar, para tomar decisões, para se comunicar com o mundo, ela procura esse regaço seguro.

Ela faz desses braços seu ninho e ali adormece. Entrega sua vida assim, sem medo, confiante. E em seus traços vemos o que chamamos de o sono mais tranquilo do mundo.

Nada a perturba. Ela se sente segura. Absolutamente segura, ali, ouvindo o compasso ritmado do coração sobre o qual repousa a sua cabeça.

Isso é entrega, isso é confiança, isso é a essência da fé.

É de nos perguntarmos: Será que estamos prontos para nos entregarmos assim, da mesma forma que uma criança, a um outro ser?

Não é um ser qualquer, não é um outro que encontramos pelo caminho. Estamos nos referindo ao Senhor do Universo, ao Criador de tudo, à Inteligência Suprema.

É uma entrega plena, onde confiamos plenamente, pois Ele sabe muito, infinitamente mais do que nós a respeito de tudo.

Assim, tudo que Ele determinar aceitaremos, embora não entendamos, num primeiro momento, ou até achemos estranho. Confiaremos, por lhe reconhecer a superioridade, por respeito, por humildade.

Vamos aprendendo a ler em Seus desígnios o que seja melhor para nós, o que Ele nos fala e o que Ele não nos fala. Vamos aprendendo a encontrar pelo caminho Sua manifestação através das pessoas e dos acontecimentos.

E se já entendemos, por inúmeras razões, que Ele é amor, saberemos que tudo que acontecer conosco tem por objetivo o nosso bem.

Ele escreve certo por linhas certas. Tolos são nossos olhos que não conseguem perceber.

Veremos que muitas das coisas que atribuímos simplesmente a decisões dEle, são manifestações das Suas leis, leis justas e perfeitas, iguais para todos, e que existem para que o Universo viva em equilíbrio.

Por isso, confiemos sempre. Depositemos nEle nossa confiança, sabendo que logo após os momentos difíceis a paz voltará.

O mundo ainda é assim. Vivemos numa noite que se ensaia para ser alvorada.

Façamos a nossa parte com trabalho e confiança, sempre.

redação do Momento Espírita, com base no cap. Confia sempre,
do livro
Cartas do coração, pelo Espírito Meimei, psicografia de
Francisco Cândido Xavier, ed. LAKE.
Em 6.2.2018.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2018 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998