Momento Espírita
Curitiba, 04 de Março de 2021
busca   
no título  |  no texto   
ícone Em boa companhia

Há um ditado popular, muito conhecido, que diz: Antes só do que mal acompanhado.

Em geral, as pessoas não apreciam ficar sozinhas. Por esse motivo, por vezes, não escolhem bem suas companhias, deixando-se, até mesmo, se influenciarem por elas, e não aproveitando adequadamente seu tempo.

Na verdade, nunca estamos realmente sozinhos. Sempre temos a companhia de nosso Espírito protetor, que alguns chamamos de anjo da guarda, e de outros Espíritos que atraímos com nossos hábitos e pensamentos.

Mas, se precisamos de alguém ou de algo que possamos ver, tocar, ou com o qual aprender, tenhamos em mente algo que pode ser uma maravilhosa companhia: um livro!

A palavra livro vem do latim libri, que se referia ao papiro, material usado na Antiguidade, sobre o qual a escrita era feita.

No início, restrito a poucos. Após a invenção da tipografia, e, depois, do computador, é acessível a qualquer camada da população alfabetizada.

O livro, silencioso e disponível, nos permite dar asas à imaginação, deixando, por alguns momentos, o mundo real e nos permitindo mergulhar no ambiente de paisagens, vestimentas, cores, descrito pelo autor.

Temos a liberdade de conceber os personagens, de nos emocionar e vibrar com eles, de cogitar do desfecho do conto, da fábula, da história.

Para as crianças, o bom livro desenvolve a curiosidade, as faz usar o tempo de maneira produtiva, e ensina, sem grande esforço, a língua pátria.

Para os adultos, o livro é uma forma de lembrar constantemente a boa escrita. Consequentemente, a boa fala.

Esse maravilhoso companheiro se encontra disponível em bibliotecas públicas e de escolas, em sebos, onde podemos encontrar uma imensa variedade de exemplares, inclusive de edições esgotadas.

As livrarias oferecem locais agradáveis para sentarmos e ler partes do que pretendamos adquirir, para que não haja erro. Nesses locais, não raramente, encontramos amigos.

A Internet nos fornece um meio facílimo de ler obras inteiras, sem precisar, sequer, sair de nossas casas, através de aplicativos, downloads ou e-book.

Os livros com mensagens religiosas nos oferecem momentos de reflexão e acalmam nossa mente, trazendo-nos ensinamentos valiosos.

Alguns educadores registram dificuldades em incentivar a leitura entre seus alunos, que, em consequência, demonstram problemas nas matérias onde a leitura é básica, e encontram barreiras em exames seletivos.

Estudiosos na arte da aprendizagem garantem que crianças que veem os pais lendo, que percebem que eles têm prazer ao ler, mostram maior interesse em leitura do que os filhos que não desfrutam desses exemplos.

*   *   *

O livro é um amigo que cabe em nossas bolsas, maletas, ou até mesmo em um bolso. Pode estar disponível no celular, no tablet, enquanto aguardamos o transporte coletivo, nos intervalos do trabalho, em rodoviárias e aeroportos ou em nosso lazer.

Que tal nos dispormos a abrir espaço, a partir de hoje, em nossas vidas para esse amigo e companheiro? 

Redação do Momento Espírita.
Em 16.2.2021.

 

Escute o áudio deste texto

© Copyright - Momento Espírita - 2021 - Todos os direitos reservados - No ar desde 28/03/1998